Wednesday, 12 March 2014

Coincidências?

Apesar de não ser ( ou serei?) supersticiosa, gosto dos dias 12. Talvez porque muitos dos factos mais agradáveis que têm ocorrido ,ao longo destes muitos anos de vida, em dias 12. Coincidências? Talvez, mas só muito tarde constatei isso e, com a ajuda de familiares, que me alertaram para tais coincidências. Aliás, podia acrescentar o dia da semana, quinta-feira, que também me tem acompanhado nalguns destes acontecimentos.
Vejamos... Nasci num dia 12, quinta-feira, do mês de Dezembro -12- há muitos anos atrás. 
Segundo a minha mãe, foi numa  quinta-feira que , em Castelo Branco, num longínquo mês de Junho de 1964, soube que entrará na Faculdade de Letras de Lisboa. 
Foi igualmente num dia 12 de Março de 1970, quinta-feira, que a cerimônia ( termo bem pomposo para um registo notarial assinado em casa de uma amiga, acompanhado por um lanche servido pela pastelaria S. Carlos, no bairro do Rego ) do casamento teve lugar. Nem eu, nem o namorado tínhamos pensado em tal e muito menos naquela altura. Os nossos sonhos e projectos eram bem diferentes, mas .... Há sempre um mas que nos desvia dos sonhos.... a situação pouco confortável em que nós  nos encontrávamos requeria uma decisão que tomámos, sem problemas e a data foi marcada, por ser a mais conveniente. O noivo ( lindo, não é?) estava no hospital militar, amputado, aguardando a ida para o hospital de Hamburgo, e por razões de foro psicológico, era conveniente que aguardasse a ida, fora do ambiente depressivo de jovens tolhidos e colhidos na guerra colonial. No hospital militar respirava-se sofrimento. Como sair do hospital e vivermos juntos sem que os pais, bem tradicionais nesses idos tempos, nos apoiassem sem quaisquer tipo de reserva? A solução parecia óbvia, legalizar a união que já mantínhamos. E o dia 12  foi escolhido assim como o dia da semana por ser mais conveniente em termos de logística e tratamentos médicos no hospital.
Foi um casamento bem simples, mas bonito e sobretudo cheio de afecto. Já lá vão 40 anos... Foi nesse dia, à noitinha, que o meu tio me disse... " parabéns! também nasceste numa quinta-feira, dia 12 ..." 
Surpreendida, pois nunca tinha associado tal data e dia, confirmei a informação. 
Recordo hoje e aqui, 40 anos depois desse dia, essas palavras. Continuamos juntos, temos vivido sonhos e viagens, temos ultrapassado barreiras e momentos bons e menos bons, e hoje, bem cedo, sem que a data tivesse sido mencionada, tomámos uma decisão que andávamos a adiar há algum tempo. Não fomos nós propriamente que a tomámos, foi antes a consequência de um conjunto de circunstâncias que se impôs... Ou aceitávamos ou nenhuma das mudanças que tínhamos pensado podiam ser feitas... E aceitámos. E , depois, no café, com a bica em frente, olhámos um para o outro e eu comentei... Já viste que é dia 12?... Rimos... Acreditamos que ainda é possível sonhar juntos...

No comments: