Wednesday, 8 October 2008

no mundo dos afectos

Marcas Technorati:

A paciência tem limites. Há muito que ela esperava por alguma mudança de comportamentos. Entretanto ia vivendo como podia, sempre acalentando a esperança de que esse dia chegaria. Acreditava nos sentimentos que diziam nutrir por ela mas havia atitudes desviantes, meio dúbias e demasiado constantes com as quais não conseguia conviver e nem mesmo compreender. Foi esperando. Foi vivendo. Foi tentando superar a angústia de se sentir a mais numa relação onde as fantasias pesavam mais que a realidade.

Esperou, Acreditou ou talvez tenha querido acreditar que tudo mudaria. Nada mudou. As fantasias são a realidade do outro. Ela abriu os olhos. Nem sequer chorou. Ela era apenas a substituta de fantasias impossíveis de concretização. A realidade era assim, crua e simples. A ela restava-lhe aceitar ou sair, se a convivência com tais comportamentos se revelava de difícil superação. Saíu. Arejou. Vai saindo. Vai arejando. Os comportamentos não mudam ao sabor dos desejos ou dos afectos.

2 comments:

Kátia said...

Me vi nesse escrito(a Kátia anterior)...
Você é um presente de Deus!

nela said...

olá, amiguinha... quanto tempo... acredito que muitas mulheres se podem rever... beijinho